Diocese de Teófilo Otoni
Diocese de Teófilo Otoni
NOTÍCIAS

NOMEADO NOVO BISPO

Dom Messias dos Reis Silveira


A Nunciatura Apostólica no Brasil comunicou nesta quarta-feira, 14, a decisão do papa Francisco em nomear para a vacante diocese de Teófilo Otoni (MG), dom Messias dos Reis Silveira, transferindo-o da sede episcopal de Uruaçu (GO). A notícia foi publicada no jornal L’Osservatore Romano, às 12 horas de Roma.

Dom Messias dos Reis Silveira nasceu em 25 de dezembro de 1958 em Passos, Guaxupé, no estado de Minas Gerais. Realizou seus estudos filosóficos na Pontifícia Universidade Católica de Campinas e os estudos teológicos no Centro de Estudo da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Foi ordenado sacerdote em 11 de agosto de 1992, e foi pároco da catedral “Nossa Senhora das Dores”, na diocese de Guaxupé.

Foi o primeiro diretor pedagógico e formador do Seminário São José, do qual foi reitor. Também foi reitor da Casa de Formação Presbiteral “Nossa Senhora das Dores”; membro do Conselho Presbiteral; membro do Colégio de Consultores e do Conselho de Formação Presbiteral.

Dom Messias dos Reis Silveira foi nomeado pelo papa Bento XVI para a diocese de Uruaçu (GO) em 2007, sucedendo a dom José da Silva Chaves cuja renúncia ao governo pastoral da diocese foi aceita por limite de idade. No regional Centro-Oeste da CNBB, além de ser presidente ofereceu sua contribuição como bispo referencial da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e, atualmente, é bispo referencial da Comunicação.

Agora, com a nova missão assumirá a diocese de Teófilo Otoni (MG), até então vacante desde a saída de dom Aloísio Jorge Pena Vitral, em 2017.

 

Saudação da CNBB a dom Messias dos Reis Silveira

                                                                                                                               Brasília, 14 de novembro de 2018

Prezado irmão, dom Messias dos Reis Silveira.

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) recebeu a sua nomeação como novo bispo de Teófilo Otoni (MG). Agradecemos ao Papa Francisco o cuidado para com a Igreja no Brasil enviando pastores para nossas Igrejas Particulares.

Agradecemos a contribuição que o senhor tem dado à Conferência sendo bispo referencial da Comissão Pastoral da Terra e bispo referencial da comunicação no Regional Centro Oeste, além de ter concluído o último mandato do presidente quadriênio 2011-2015 e aceitado assumir o mesmo serviço no quadriênio atual.

Saudamos sua transferência de Uruaçu (GO) para Teófilo Otoni com as palavras do Papa Francisco proferidas durante curso para novos bispos, no Vaticano, em setembro deste ano: “Temos necessidade contínua de odres novos (Mc 2,22), e tudo aquilo que fazemos não é nunca suficiente para nos tornar dignos do vinho novo que são chamados a conter e a distribuir. Mas, justamente por isso, os recipientes saibam que sem o vinho novo serão, de qualquer forma, jarros de pedra fria, capazes de recordar a falta, mas não de doar a totalidade. Nada os distraia dessa meta: doar a totalidade!”.

Desejamos que seu ministério, em Minas Gerais, seja de muitos frutos e enviamos nosso abraço fraternal.

Em Cristo,

Dom Leonardo Ulrich Steiner
Bispo auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB


Publicado em: 14/11/2018


PALAVRA DO PAPA

 

"Nunca, nunca, nunca insultar os outros, os pais. Nunca insultar o pai, a mãe. Nunca. Tomem esta decisão interior. A partir de hoje nunca insultarei o pai ou a mãe de quem quer que seja. Nos deram a vida. Nunca insultá-los”,

PAPA FRANCISCO

PALAVRA DO BISPO

Sé vacante ou Sede vacante (do latim Trono vazio), no direito canônico da Igreja Católica Romana, corresponde ao período em que a Sé episcopal de uma Igreja particular está sem ocupante.[1] Isto significa que para uma diocese, o bispo diocesano faleceu, renunciou, foi transferido ou perdeu seu ofício. Caso haja um bispo coadjutor, com direito a sucessão, na diocese este é imediatamente conduzido ao governo da Sé episcopal e esta não fica vacante.

 

PADRE AURILDES - Administrador Diocesano